ANÁLISE DA COBERTURA MIDIÁTICA NO CAMPO PARANAENSE

  • Henrique Souza Barbosa UEL
Palavras-chave: mídia, movimentos sociais, agronegócio.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo trazer contribuições acerca da relação da mídia e da questão agrária no Paraná, a partir da vivencia do projeto do Observatório da Questão Agrária. A experiência de fato ocorreu até o final do ano de 2018. Devido a isso alguns temas mais atuais também não serão comentados,  mas é importante sempre estarmos atentos ao que acontece no campo. A relação da mídia com a questão agrária e também aparece na realidade atual do campo no Brasil. Podemos ressaltar como a mídia exerce grande influencia no pensamento daqueles que principalmente não vivenciam ou estudam a temática da Questão Agrária, trazendo uma parcialidade mesmo que implícita no momento de tratar o assunto. Sendo o ambiente rural muito importante em nosso país que se baseia na exportação de comoditties desde o seu início, quem domina o campo, domina também politicamente o cenário nacional. Povos originários e outros que tem realmente a sensação de pertencimento a terra acabam sendo deixados de lado no campo elitista do nosso país. Tudo isso com respaldo de mecanismos que acabam regendo a nossa vida, a mídia e Estado, ambos alienando a população para satisfazer seus interesses e a sua manutenção de poder.

Referências

A.B. Médicos e MPF tentam barrar lei ruralista sobre agrotóxicos apelidada de “pacote do veneno”:Projeto em discussão na Camara pode acelerar registro de “defensivos agrícolas” e diminuir poder de órgãos de saúde e do meio ambiente [Brasília], 18 mai. 2018 .Disponível em: Acesso em: 03/01/2019
Abordagens teórico metodológicas em geografia agrária/ organizadores: Gláucio José Marafon, João Rua, Miguel Angelo Ribeiro.-Rio de Janeiro: EdUERJ, 2007. 330P.

ABRAMO, Perseu.Padrões de manipulação na grande imprensa / Perseu Abramo ; comcolaborações de Laura Caprigliole ... [et al.]. – 2. ed. – São Paulo : Editora
Fundação Perseu Abramo, 2016.88 p. : il.

BELLONI, Luiza. PL do Veneno: os 18 deputados que votaram a favor de liberar o controle de agrotóxicos no Brasil : A sessão foi realizada a portas fechadas. 26 jun. 2018. Disponível em: Acesso em: 01/01/2019
BIANCHINI, Valter. Vinte anos do PRONAF, 1995 - 2015 : avanços e desafios /Valter Bianchini. — Brasília : SAF/MDA, 2015. 113 p. Disponível em:< http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/ceazinepdf/PRONAF_20_ANOS_VALTER_BIANCHINI.pdf> Acesso em: 30/12/2018

BRASIL DE FATO. Comunidade científica rechaça "Lei do Veneno" sob análise na Camara:Manifesto da Sociedade Brasileira pelo progresso da Científico foi subscrito por 23 entidades. Disponível em < http://www.mst.org.br/2018/05/29/comunidade-cientifica-rechaca-lei-do-veneno-sob-analise-na-camara.html> Acesso em:15/09/2018
CANAL RURAL. Comissão discute demarcações de terras indígenas no Paraná e Mato Grosso do sul. Disponível em < https://canalrural.uol.com.br/programas/comissao-discute-demarcacoes-terras-indigenas-parana-mato-grosso-sul-70513/> Acesso 15/09/2018
CANAL RURAL. PR: Agricultores protestam contra demarcações indígenas. Disponível em < https://canalrural.uol.com.br/programas/agricultores-protestam-contra-demarcacoes-indigenas-70643/> Acesso em 15/09/2018
CANAL RURAL. PR: Mais de mil pessoas protestam contra demarcações de terras indígenas.Disponível em:< https://canalrural.uol.com.br/programas/mais-mil-pessoas-protestam-contra-demarcacoes-terras-indigenas-70297/> Acesso em:15/09/2018
CANAL RURAL. Produtores em Guaíra(PR) protestam contra demarcação de terras indígenas: Segundo a Organização Nacional de Garantia ao Direito de Propriedade (Ongdip), 35% da área do município pode ser destinada aos índios. Disponível em < https://canalrural.uol.com.br/programas/produtores-guaira-protestam-contra-demarcacao-terras-indigenas-70263/> Acesso em 15/09/2018
CARRANO, Pedro. Conflito entre indígenas e ruralistas no oeste do Paraná tende a acirrar em 2018: Grupo de trabalho, convocado por Funai e Ministério Público, realiza laudo sobre a demarcação de terras. Disponível em Acesso em:15/09/2018
CARIGNANO, Júlio. Intervenção federal despeja dezenas de famílias no interior do Paraná: Reintegração de posse foi atutorizada pelo Supremo Tribunal de Justiça a pedido da madereira Zattar. Disponível em:< https://www.brasildefato.com.br/2017/12/01/intervencao-federal-despeja-mais-de-100-familias-no-interior-do-parana/.> Acesso em 15/09/2018
CARIGNANO, Júlio. PR: Demarcação de áreas em Guaíra volta a pauta com desinformação e ato anti-indígena: Fazendeiros proibiram o acesso de políticas públicas de moradia em comunidade. Disponível em:< https://www.brasildefato.com.br/2017/12/06/pr-demarcacao-de-areas-em-guaira-volta-a-pauta-com-desinformacao-e-ato-anti-indigena/> Acesso em:15/09/2018
CASTRO, Juliana. Por que o pacote do veneno é tão perigoso?. 03 jul. 2018. Disponível em: Acesso em:30/12/2018
Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. CONAB, Brasília, v.1, n.1, p.1-150, 2013.

COSTA, Sandra Helena G.;A questão agrária no Brasil e o Congresso Nacional.2012;325 p. Dissertação de Mestrado em Geografia Humana - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.
DANTAS, Carolina. Projeto de Lei quer mudar legislação dos agrotóxicos no Brasil; entenda : Inca, Fiocruz, Ministério Público Federal (MPF), Ibama, Anvisa, entre outras instituições, publicaram notas públicas contra o projeto de Blairo Maggi. 26 jul. 2018. Disponível em:< https://g1.globo.com/natureza/noticia/projeto-de-lei-quer-mudar-legislacao-dos-agrotoxicos-no-brasil-entenda.ghtml> Acesso em: 02/01/2019
DE OLIVEIRA, Cida. Pressão aumenta e ruralistas não conseguem votar Pacote do Veneno: Projetos que pretendem facilitar ainda mais o registro, venda e utilização de agrotóxicos não foram à votação em comissão, após três horas de debates. Tema poderá ser votado no próximo dia 29. Disponível em acesso em:15/09/2018
ESTADÃO EXPRESSO. PL do Veneno: o que é isso? Saiba o que está em jogo no projeto de lei que flexibiliza a aprovação de agrotóxicos no Brasil. 28 jul. 2018. Disponível em: Acesso em: 03/01/2019
FABRINI, J.E. Latifúndio e agronegócio: semelhanças e diferenças no processo de acumulação de capital. Revista Pegada. Presidente Prudente, v.9, n.1, p. 35-62, jun/2008
FLORENTINO, José. Em protesto contra reintegração de posse, MST fecha rodovia no Paraná: A ação de despejo foi realizada na sexta, dia 1º, em Pinhão (PR). A área estava invadida há quase três décadas. Disponívem em:<
https://canalrural.uol.com.br/noticias/protesto-contra-reintegracao-posse-mst-fecha-rodovia-parana-70257/> Acesso em:15/09/2018
G1. Anvisa lista riscos de nove agrotóxicos proibidos para alertar sobre impacto de possível mudança em lei : Comissão aprovou projeto de lei que só veta agrotóxico se risco for ‘inaceitável’. Anvisa questiona falta de detalhamento da lei e relator compara produtos a cafeína. 26 jun. 2018. Disponível em: < https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/anvisa-lista-riscos-de-nove-agrotoxicos-proibidos-para-alertar-sobre-impacto-de-possivel-mudanca-em-lei.ghtml> Acesso em: 02/01/2018
Geografia Agrária: teoria e poder/ Bernardo Mançano Fernandes, Marta Ines Medeiros Marques, Julio Cesar Suzuki (organizadores)--1.ed-- São Paulo: Expressão Popular, 2007 --384p
Geografia e mídia impressa / organização: Ângela Massumi Katuta, Deise Fabiana Ely, Eliane Tomiasi Paulino, Fábio César Alves da Cunha, Ideni Terezinha Antonello. Londrina : Moriá, 2009. 264 p. : il.
GONZALEZ, Amélia. Projeto de lei, o “PL do Veneno” põe o lucro acima da saúde das pessoas. 30 mai. 2018. Disponível em: Acesso em: 30/12/2018
GUIMARÃES, Alberto Passos. Quatro séculos de latifúndio-3ªed--Rio de Janeiro: Ed.Paz e Terra, 19??. 255p.
HOFFMAN, Rodolfo. A agricultura familiar produz 70% dos alimentos consumidos no Brasil?. Segurança alimentar e Nutricional, Campinas, v.21, n.1, 2014. Disponível em:< https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/1386> Acesso em 31/12/2018

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Censo agropecuário 2006, IBGE, Rio de Janeiro, v.1, n.1, p.1-267, 2006. Disponível em:< https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/50/agro_2006_agricultura_familiar.pdf> Acesso em: 02/01/2019
INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Brasil, II Plano Nacional de Reforma Agrária;Paz, Produção e Qualidade de Vida no Meio Rural.INCRA. Brasília, v.1, n.1, 2005 Disponível em: Acesso em: 30/12/2018
MENDONÇA, Heloísa;OLIVEIRA, Regiane. Entenda as novas regras que reduzem o combate ao trabalho escravo : Portaria assinada pelo Governo Temer muda normas para caracterizar o que é ou não uma atividade análoga a escravidão. 20 out. 2017. Disponível em: Acesso em: 02/01/2019
MODZELESKI, Alessandra; VIVAS, Fernanda. Comissão especial da Camara aprova projeto que flexibiliza o uso de agrotóxicos : Deputados contrários ao texto, apelidado por eles de ‘PL do Veneno’, tentaram obstruir a votação. Parlamentares a favorda proposta dizem que legislação precisa ser modernizada. [Brasília] 25 jun. 2018. Disponível em:< https://g1.globo.com/politica/noticia/comissao-especial-da-camara-aprova-texto-base-de-projeto-que-flexibiliza-uso-de-agrotoxico.ghtml> Acesso em: 03/01/2019
PAULINO, E.T. Estrutura fundiária e dinâmica socioterritorial no campo brasileiro. Mercator, Fortaleza, v.10, n.23, p 111-128, set-dez. 2011

PAULINO, E.T. Para não dizer que não falei do crime de lesa pátria de Temer; os Decretos 9.309, 9.310 e 9.311/2018. Revista OKARA: Geografia em debate, João Pessoa (PB), v.12, n.2, p. 275-292, 2018.

PAULINO, Eliane Tomiasi. Por uma geografia dos camponeses:Eliane Tomiasi Paulino.-São Paulo: Editora UNESP, 2006
PRADO JUNIOR, Caio. História Econômica do Brasil, Caio Prado Junior.-São Paulo: Brasilense,2004
SILVA JÚNIOR, Roberto A.M.; O MST desterriotorializado: um novo olhar sobre a criminalização do movimento a partir do fotojornalismo e do hiperespetáculo.2010.142p. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Estadual de Londrina, Centro de Educação, Comunicação e Artes, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2010.
ZOLINI, Hélcio. Deputados manobram para levar veneno a mesa dos brasileiros: Enquanto a bola rolava na Copa, comissão especial da Camara discutia projeto que afrouxa a lei que regulamenta o uso de agrotóxicos no país. 19 jun. 2018. Disponível em: Acesso em: 03/01/2019
Publicado
2021-02-16
Como Citar
Souza Barbosa, H. (2021). ANÁLISE DA COBERTURA MIDIÁTICA NO CAMPO PARANAENSE. Congresso Brasileiro Da Guerra Do Contestad; Colóquio De Geografias Territoriais Paranaenses E Semana De Geografia Da UEL, 2, 100-119. Recuperado de http://anais.uel.br/portal/index.php/contestado/article/view/920