A ARTE E O PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA E SUA MÃE

  • Thais Valéria dos Santos de Oliveira
  • Maíra Bonafé Sei
Palavras-chave: Hospitalização, Criança, Arte

Resumo

O processo de hospitalização ocasiona algumas mudanças na vida da criança como separação dos familiares, mudança ambiental, procedimentos invasivos, contrição de movimentos e de exploração. A criança, nesse processo, se percebe desamparada devido a sua fragilidade. A hospitalização então, pode gerar, para ela, regressões, estados depressivos e transtornos psicológicos em geral. Esse período não afeta somente a criança como também a mãe. Além das mudanças de rotina, a mãe se depara com fantasias como agravamento da doença e morte da criança. Como ela passa a ser a figura de apoio do filho, esse evento ocasiona desgaste físico e psíquico para a mãe. Devido a todo esse contexto traumático, a arte pode ser benéfica nesse período, tanto para a mãe quanto para a criança. Assim sendo, o objetivo desse trabalho foi o de discorrer sobre a importância da arte no período de hospitalização da criança e da mãe. Trata-se de um relato de experiência empreendido por meio de observações realizadas a partir de entradas de discentes do projeto de humanização em saúde Sensibilizarte na pediatria de alguns hospitais da cidade de Londrina- PR. O projeto é composto por quatro frentes de atuação tendo em vista a linguagem artística escolhida: Palhaço, Contação de História, Música e Artesanato. Como os componentes da frente da música entram no hospital caracterizados, é comum que em um primeiro momento algumas crianças se assustem com a presença dos sensibilizartistas. Apesar das resistências iniciais, em muitos casos, após o término das apresentações, frequentemente as crianças pedem para que a mãe fique junto a ela do lado de fora do quarto para que possam ouvir os músicos cantarem pelos corredores. Entende-se ser interessante o fato das mães em geral se mostrarem bem receptivas aos sensibilizartistas. Neste sentido, ao final das apresentações, muitas mães agradecem a presença dos integrantes do projeto, ressaltando os sentimentos positivos vivenciados após as apresentações. Portanto, apesar do contato com o paciente ocorrer de maneira em geral breve por meio destas entradas, pode-se observar o quão positivo a arte se faz nesse processo de hospitalização, apontando para a pertinência deste tipo de proposta no cenário hospitalar.

Publicado
2018-03-20
Como Citar
Oliveira, T. V. dos S. de, & Sei, M. B. (2018). A ARTE E O PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA E SUA MÃE. Encontro Nacional De Saúde, Cultura E Arte-MCA, (8). Recuperado de http://anais.uel.br/portal/index.php/mca8/article/view/32
Seção
Resumos