A BNCC E O CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: IMPLICAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA

  • Ana Paula Morais Universidade Estadual de Londrina
  • Marta Regina Furlan de Oliveira Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Educação infantil, BNCC, Currículo

Resumo

Este texto objetiva sintetizar os estudos que estão sendo realizados dentro da participação voluntária no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e das reflexões realizadas no Projeto de Pesquisa "Semiformação e educação no contexto da sociedade danificada: para além do território demarca" da Universidade Estadual de Londrina.  Este mostra-se necessário pelo atual contexto educacional a partir das determinações da Base Nacional Curricular Comum (BNCC) que estabelece orientações e normativas básicas e nacionais para a organização curricular do trabalho na educação básica, assim como, pela necessidade de ampliar as discussões relacionadas ao universo da educação infantil e sua complexidade pedagógica de ensino. O trabalho tem como objetivo principal refletir sobre o currículo na educação infantil no atual contexto educacional e suas interferências no processo de aprendizagem e o desenvolvimento integral da criança. A metodologia é de cunho bibliográfico à luz dos fundamentos da Teoria Crítica e outras relacionadas, realizamos pesquisa de campo analisando a organização do processo ensino-aprendizagem. Utilizamos como base teórica Adorno (2000), Horn (2004), Oliveira (2010), Guimarães e Garms (2011), Saviani (2016), Oliveira e Saito (2018) entre outros. Como resultado preliminar podemos apontar que a BNCC, de modo geral, apresenta um direcionamento ao propor articular as várias determinações e legislações educacionais aos seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento na educação infantil. Desse modo, é inegável seu caráter de submissão ao mercado de trabalho, que direciona atividades pedagógicas reducionista e simplistas, que de certo modo, negam ao conhecimento científico, priorizando situações cotidianas e práticas.

Publicado
2020-09-17