A IMPORTÂNCIA DA IMAGINAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO DA CRIANÇA

  • Isabela Lucas Silva Universidade Estadual de Londrina
  • Otília Ribeiro dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • Darcísio Natal Muraro Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Imaginar, Educação Infantil, Habilidade

Resumo

Este texto visa apresentar os resultados do Programa PIBID, especificamente do subprojeto de Pedagogia, desenvolvido no CEI Campus UEL. O subprojeto desenvolvido tem por objetivo analisar a imaginação como comportamento filosófico nas práticas da Educação Infantil. Por um lado, procura investigar o conceito imaginação como uma habilidade de pensamento, observando como ela ocorre na infância. Por outro lado, o projeto se propôs organizar experiências pedagógicas para avaliar as possibilidades e resultados de um trabalho com o desenvolvimento da capacidade de imaginação no processo de aprendizagem. Desta forma, o projeto buscou compreender a importância da imaginação como comportamento filosófico que contribui para uma experiência ética e democrática na formação da criança. A metodologia desta pesquisa consiste em um estudo bibliográfico à luz dos fundamentos críticos da educação tendo como referência a filosofia da infância de Lipman. A metodologia inclui também uma pesquisa de campo com observações participantes, leituras e estudo dirigido com a participação nas atividades do Projeto de Pesquisa relacionando, planejamento de ações de trabalho e intervenções didático pedagógicas. Verificamos que a imaginação é um elemento fundamental na mediação do conhecimento, principalmente no que se refere aos primeiros contatos que as crianças têm com princípios filosóficos, sendo uma excelente maneira de proporcionar um conhecimento crítico e investigativo no processo de desenvolvimento de cada criança. A imaginação é necessária para pensar as formas alternativas de pensar, falar, sentir e agir. Pensar estas formas alternativas por meio da imaginação investigativa em comunidade é fazer uma educação democrática.

Publicado
2020-09-17