ENTRE RETALHOS E MUITA IMAGINAÇÃO: COSTURANDO A SUSTENTABILIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Gislaine Bueno de Almeida Universidade Estadual de Londrina
  • Regina C. M. Paccola Universidade Estadual de Londrina
  • Cassiana Magalhães Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Educação Infantil, Brinquedoteca, Sustentabilidade

Resumo

Pensar em uma sociedade consciente se faz importante para a preservação do meio ambiente. Diante disso, vê-se no trabalho pedagógico a relevância em atrelar ao processo de aprendizagem, na Educação Infantil, a educação de consumo em prol da conscientização socioambiental. Objetivou-se trabalhar a consciência sustentável por meio da construção de brinquedos com materiais remanescentes na Educação Infantil. O projeto foi realizado na Brinquedoteca do CMEI Professora Laura Vergínia de Oliveira Carvalho na cidade de Londrina - PR. Durante as observações foi possível constatar que as crianças estão habituadas ao brinquedo pronto o que carrega consigo rótulos, assim foi apresentada a possibilidade em construir seus próprios bonecos. Para a construção foram coletadas sacolas e embalagens plásticas (limpas) e roupas remanescentes para a confecção. Inicialmente houve explicação sobre a preservação ambiental, em seguida foram entregues moldes com silhuetas diversas para crianças de 4 e 5 anos, onde fizeram o traçado do molde nos tecidos, e para as crianças de 1 a 3 anos foram levados corpos pré-costurados. A partir do corpo pronto as crianças desviraram, preencheram com as embalagens e personalizaram de acordo com a estética própria. Como resultado observou-se resistência inicial em desvincular o espaço da Brinquedoteca (do brinquedo pronto) como espaço para criação e elaboração, no entanto, durante o processo houve engajamento e expressaram a importância em cuidar do planeta, bem como o desejo em construir outros brinquedos. Conclui-se que a Educação é fundamental para a conscientização socioambiental e trabalha-la na Educação Infantil pode contribuir significamente para a consciência sustentável.  

Publicado
2020-09-18