GRUPO DE ESTUDOS EM PRÁTICAS DE ENSINO/GEPE: FORTALECENDO AÇÕES INTERDISCIPLINARES NA FORMAÇÃO DOCENTE DA UEL

  • Ana Cristina Paes Leme Giffoni Cilião Torres Universidade Estadual de Londrina
  • Evelyn Secco Faquin Universidade Estadual de Londrina
  • Gisele Maria de Andrade Nóbrega Universidade Estadual de Londrina
  • Juliana Bayeux Dascal Universidade Estadual de Londrina
  • Marilene Cesário Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Formação Docente, Ensino Superior, GEPE, UEL

Resumo

Mediante experiências e trajetórias de estudos dos docentes do ensino superior, frequentemente se evidencia certo desconhecimento acerca do processo de ensino e aprendizagem no que tange ao “Como ensinar, para que ensinar e porque ensinar?”.   A fim de contribuir na formação para a atividade docente no ensino superior, o Grupo de Estudos em Práticas de Ensino (GEPE), desenvolveu no período de 2013-2016 o Projeto Integrado (Ensino/Pesquisa) “Formação docente para a gestão curricular”, propondo ações integradas aos cursos de graduação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), tendo em vista a formação continuada dos docentes para o ensino e gestão curricular.  Como continuidade, em 2017 implementamos o projeto em questão, com o objetivo de compreender e repensar as práticas de ensino realizadas pelos professores em sua ação pedagógica buscando novas metodologias no processo de ensinar e aprender. Partindo da pesquisa ação, o projeto permite aos envolvidos associarem os conhecimentos teóricos às vivências, favorecendo a explicação e compreensão de seus determinantes políticos e sociais, e assim possibilitando alterações significativas. Em seu período de execução foram realizadas: jornadas pedagógicas, oficinas de metodologias ativas e capacitações a novos coordenadores de colegiado de curso. A contribuição do projeto se dá no sentido de propiciar espaços docentes de reflexão e diálogo sobre suas experiências de ensino e temáticas emergentes, visando qualificar a relação pedagógica inerente ao processo de ensino e aprendizagem, assim como o fomentar novas práticas de ensino e valorizando a avaliação das atividades para reconstrução de novos objetivos e estratégias.

Publicado
2020-09-18