INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA A SAÚDE – INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

  • Manuela Paladini Hill Universidade Estadual de Londrina
  • Gilselena Kerbauy Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Sistema Urinário, Infecção do Trato Urinário, Assistência Integral à Saúde, Infecção Hospitalar

Resumo

Introdução: As infecções do trato urinário (ITUs) são responsáveis por 35-45% das Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (IRAS) em pacientes adultos de grande potencial preventivo, visto que a maioria está relacionada à cateterização vesical. As ITUs são responsáveis por 35-45% das IRAS em pacientes adultos. Objetivo: Estudar e levantar as principais medidas de prevenção de infecção do trato urinário associada à cateter (ITU-AC) conforme as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Método: Foi utilizado o manual publicado pela pelo Ministério da Saúde – Brasil: Série Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde: Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde, 2017. Associado ao manual, utilizou-se para a elaboração deste estudo aulas ministradas por docentes especialistas no âmbito da infectologia. Os encontros semanais do Programa de Formação Complementar tiveram 2 horas de duração, e foram compostos por aulas expositivas que abordaram as principais temáticas no controle de IRAS. Análise e Discussão:  As principais medidas para prevenção da ITU-AC são: Higiene das mãos antes e após manipular o cateter; Técnica asséptica na inserção e manutenção do cateter, e vigilância dos eventos adversos; Cateter intermitente como alternativas à cateterização invasiva; Conclusão: O conhecimento das medidas de prevenção das ITU-AC é relevante a todos os profissionais da saúde, pois asseguram a segurança do paciente, reduzem riscos de complicações e qualificam a assistência prestada em serviços de saúde.

Publicado
2020-09-18