PROGRAMA DE ATENDIMENTO À SOCIEDADE AGROPECUÁRIA E A CRIATÓRIOS DO NORTE DO PARANÁ EM BIOTECNOLOGIAS DA REPRODUÇÃO ANIMAL REALIZADO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

  • Fabiana De Dio Sarapião Universidade Estadual de Londrina
  • Andressa Guidugli Lindquist Universidade Estadual de Londrina
  • Eduardo Antônio de Almeida Rossignolo Universidade Estadual de Londrina
  • Suellen Miguez González Universidade Estadual de Londrina
  • Denis Vinicius Bonato Universidade Estadual de Londrina
  • Fábio Lucas Zito de Moraes Universidade Estadual de Londrina
  • Gustavo Martins Gomes dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • Wilson Alfredo Marvulleq Universidade Estadual de Londrina
  • Ana Paula Abreu Mendonça Universidade Estadual de Londrina
  • Stefany Lia Oliveira Camilo Universidade Estadual de Londrina
  • Laís Muniz Arruda Pereira Universidade Estadual de Londrina
  • Laís de Moraes Antunes Universidade Estadual de Londrina
  • João Vitor Ravagnani Bueno Universidade Estadual de Londrina
  • Leonardo Oliveira Lopes Silva Universidade Estadual de Londrina
  • Marcelo Marcondes Seneda Universidade Estadual de Londrina
  • Fábio Morotti Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Auxílio Técnico-Veterinário, Obstetrícia, Comunidade Agropecuária

Resumo

A prestação de serviços pelo Laboratório de Biotecnologia da Reprodução Animal (REPROA) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) constitui uma atividade extensionista de grande importância aos produtores. Assim, o presente trabalho visa relatar a casuística e os benefícios do auxílio técnico-veterinário nas propriedades agropecuárias e criatórios do norte paranaense no período de 30/08/2016 a 30/08/2019. Um total de 1494 animais foram atendidos neste período, sendo 53,8% bovinos, 28,2% ovinos, 17,6% equinos e 0,4% de caprinos e suínos. Os atendimentos foram realizados no REPROA-UEL ou em propriedades conforme a demanda. Nos atendimentos solicitados foi contemplado em bovinos – 9 partos eutócicos, 4 auxílios ao parto distócico, 2 casos de retenção placentária, 98 inseminações artificiais, 169 diagnósticos de gestação, 1 caso de vaginite, 219 exames andrológicos, 3 endometrites, 26 sexagens, 30 protocolos de IATF e 243 exames ginecológicos; equinos – 62 exames ginecológicos, 2 sexagens, 4 partos eutócicos, 1 auxílio ao parto distócico, 59 acompanhamentos foliculares, 4 colheitas de embrião, 5 exames andrológicos, 11 inseminações artificiais, 3 endometrites, 1 caso de cistite hemorrágica idiopática, 1 caso de cólica espasmótica por superdosagem de PG2α, 1 cisto endometrial e 109 diagnósticos de gestação; ovinos – 345 diagnósticos de gestação, 54 exames ginecológicos, 21 exames andrológicos e 2 prolapsos cervico-vaginais; caprinos – 2 partos distócicos e 1 exame andrológico; e suínos - 2 partos distócicos. O atendimento especializado proporcionou resultados positivos a um elevado número de animais, evidenciando que o projeto se faz necessário e viável, representando um importante ponto de apoio a assistência reprodutiva especializada para região.

Publicado
2020-09-21