RELATO DE EXPERIÊNCIA DE PARTICIPAÇÃO NA 24ª COMPETIÇÃO DE JULGAMENTO SIMULADO DO SISTEMA INTERAMERICANO DE DIREITOS HUMANOS DA AMERICAN UNIVERSITY - WASHINGTON COLLEGE OF LAW

  • Bárbara Maria Bortoloto Caenzin Universidade Estadual de Londrina
  • Giovana Bohn Universidade Estadual de Londrina
  • Márcia Teshima Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Simulação de Julgamento, direitos humanos, direito internacional

Resumo

A participação de alunos de graduação em direito em Simulações de Julgamento de Direitos Humanos é valoroso para fomentar o estudo da área na Universidade Estadual de Londrina (UEL), bem como para lhes permitir que desenvolvam argumentação e exercitem oratória. O presente trabalho tem por objetivo descrever as atividades executadas durante a participação da 24ª Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos da American University (AU) - Washington College of Law (WCL). Para escolher a dupla representante da UEL na referida competição, realizou-se uma seleção interna através da redação de um texto e arguição perante uma banca avaliadora constituída por docentes da área. Quanto à simulação, a convite da AU/WCL, um especialista no tema da competição, desenvolve um caso hipotético e, a partir dele, após inscrição das universidades, atribui-se, por sorteio, o papel a ser representada pela equipe inscrita: vítimas ou Estado. Na sequência, a equipe da UEL elaborou um memorial, baseando-se, principalmente, na jurisprudência das Cortes Internacionais de Direitos Humanos, pois, apesar da competição versar sobre de um caso hipotético, os argumentos utilizados deveriam se basear em precedentes reais. Após, iniciou-se a preparação para a sustentação oral realizada na competição, na qual as oradoras da equipe defenderam seu papel designado perante os juízes presentes, com propósito de aferir conhecimento e capacidade argumentativa sobre o exposto. A participação na simulação, além de proporcionar a realização de uma sustentação oral em público e o treinamento da oratória, também permite que o aluno se familiarize com as cortes internacionais.

Publicado
2020-09-21