RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA, VIVÊNCIA ESCOLAR E A REALIDADE DO PROFESSOR

  • Alexandre Fernandes Casagrande Universidade Estadual de Londrina
  • Henrique Souza Barbosa Universidade Estadual de Londrina
  • Ítalo Castanho Duarte Universidade Estadual de Londrina
  • Eloiza Cristiane Torres Universidade Estadual de Londrina
  • Patrícia Fernandes Paula Shinobu Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Docência, Escola, Licenciando

Resumo

Um dos objetivos do Programa de Residência Pedagógica, é de induzir o aperfeiçoamento frente ao estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura, neste caso, na Geografia, proporcionado a inclusão do licenciando nas escolas de educação básica. O presente resumo busca evidenciar a forma como o Programa de Residência Pedagógica, desenvolvido no Instituto Federal do Paraná – Campus Londrina e no IEEL, foi mais eficiente do que o estágio curricular, tanto na questão da vivência dentro do ambiente escolar, quanto ao que refere-se a realidade do professor. Por meio do Programa, o licenciando acaba vivendo de forma mais intensa a realidade escolar, que no futuro poderá ser o seu local de trabalho. O fato do Programa de Residência Pedagógica ter uma maior duração do que o estágio curricular, o participante do projeto acaba tendo um maior tempo de experiência frente as turmas, o que acaba por estabelecer um maior contato com os alunos, e também, um maior tempo de vivência dentro do ambiente escolar, vendo na prática como é o trabalho do professor regente, dentro e fora da sala de aula, como por exemplo, as horas atividades, preparando as atividades, corrigindo provas, etc. Além disso, o Programa contribui para a capacitação do licenciando para o trabalho, mostrando de forma mais esclarecedora os desafios da profissão docente, sendo assim, o Programa também pode ser importante para o licenciando de fato decidir se o seu futuro será na vivencia docente.

Publicado
2020-09-21