RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA: A IMPORTÂNCIA DAS METODOLOGIAS ATIVAS NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

  • Maria Olivia Buzato de Carvalho Universidade Estadual de Londrina
  • Patrícia Fernandes Paula-Shinobu Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: metodologias ativas, prática em grupo, autonomia

Resumo

O ensino na contemporaneidade exige do professor novas formas de trabalhar os conteúdos. As metodologias ativas possibilitam esse novo olhar, por meio de práticas em grupo, olhando o aluno como centro da construção do conhecimento. Foi com esse intuito que o projeto Residência Pedagógica em Geografia foi desenvolvido, já que estabelece um processo dialógico e investigativo. O objetivo é demonstrar como as metodologias ativas - trabalho em grupo - foram relevantes na formação do indivíduo pesquisador, que constrói seu conhecimento por intermédio do professor.  O trabalho foi realizado em um colégio Estadual do município de Londrina, no oitavo ano vespertino do Ensino Fundamental II. Ao optar pela metodologia ativa, entendeu-se que o aluno deveria ser o protagonista, incentivando-o para que desenvolvesse sua capacidade de absorção dos conteúdos de maneira autônoma e participativa, construindo o conhecimento necessário para a resolução da atividade. Com o tema “Colonização Europeia no Brasil”, os alunos foram divididos em cinco grupos de seis alunos para realizarem a pesquisa investigativa e ao mesmo tempo, estabelecer um diálogo intragrupal, onde os residentes mediaram o conhecimento apresentado ao/e pelo grupo. Ao término da pesquisa, com o auxílio do professor preceptor, os alunos elaboraram a representação cênica da “Colonização Europeia no Brasil”. Foi possível analisar, a partir dos resultados, que o trabalho em conjunto incentivou a investigação, o diálogo e possibilitou a representação do processo de Colonização histórica e geográfica do Brasil pela ação autônoma dos alunos, cabendo ao professor preceptor e residentes, apenas auxiliarem na organização do conhecimento.

Publicado
2020-09-21