RELATO DE EXPERIÊNCIA DE INTERNOS DE ENFERMAGEM SOBRE A HUMANIZAÇÃO DO CUIDADO ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DO BRINQUEDO TERAPÊUTICO

  • Iara Beatriz Lanaro
  • Higor Santos Lopes
  • Rosângela Aparecida Pimenta Ferrari
Palavras-chave: Brinquedo terapêutico, Hospitalização, Enfermagem Pediátrica

Resumo

INTRODUÇÃO: Brincar é uma atividade essencial que leva a um bem estar holístico da criança, durante a hospitalização o impacto dessas atividades não se perdem, ao contrario, sua ausência pode levar a distúrbios do comportamento podendo abranger agressividade, irritabilidade, inadequação social e alterações do sono. O brinquedo terapêutico (BT) consiste em um brincar estruturado, com objetivo de aliviar a tensão e promover o bem estar da criança hospitalizada, existem estudos que comprovam sua eficácia, em um estudo realizado na cidade de São Paulo avaliou o impacto do BT antes da realização de curativos em crianças no pós-operatório, após a realização do BT as crianças apresentavam uma postura mais relaxada, auxiliando o profissional no procedimento, apresentavam-se sorrindo e ainda houve uma melhora significativa na avaliação da dor onde 97,1% apontaram uma queda no nível de dor após a realização. OBJETIVO: O presente trabalho teve como objetivo sensibilizar os internos da unidade de internação pediátrica quanto a esta pratica lúdica já adotada na instituição. MÉTODO: Relato de experiência a partir da seleção de pacientes que se enquadrassem nos critérios para a realização do BT bem como a avaliação do impacto causado na criança após a aplicação do mesmo.  RESULTADOS: Confirmando o presente em literatura a vivencia do BT se dá de maneira efetiva e com resultado imediato em alguns casos, a postura da criança e sua forma de interação conseguem ser modificadas instantaneamente, é notório o impacto que a brincadeira de forma terapêutica causa, proporcionando um ambiente de tranquilidade e risadas em alguns casos, mesmo o discurso dos familiares e acompanhantes vem fortalecendo essa prática. Trazendo um olhar de humanização ao interno, do cuidado prestado, que tem como objetivo o bem estar de forma integral da criança. CONCLUSÃO: Pode se concluir através disso a importância de apresentar vertentes praticas do cuidado humanizado como o BT, bem como gerar uma experimentação nos graduandos desse tipo de atividade buscando internalizar esse padrão de cuidado que almeja o bem estar do paciente além de seu diagnóstico clínico, promovendo uma visão holística do paciente e reconhecendo os detalhes a serem trabalhados.

Publicado
2018-05-27
Seção
Artigos