Aplicações de Fluorescência de Raios-X na Área Forense

  • Fábio Luiz Melquiades Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR

Resumo

A Ciência Forense ou Criminalística é compreendida como o conjunto de todos os conhecimentos científicos e técnicas que são utilizados para desvendar crimes e vários outros assuntos legais (cíveis, penais ou administrativos)[1]. É considerada uma área interdisciplinar pois envolve Física, Química, Biologia, entre outras áreas. Tem como objetivo principal o suporte a investigações referentes a justiça civil e criminal[2]. Esta palestra tem como objetivos: Discutir como a Fisica Nuclear Aplicada pode contribuir em estudos interdisciplinares,
especificamente na área forense. Apresentar brevemente a técnica de EDXRF (Fluorescência de Raios X por Dispersão em Energia) e seus fundamentos teóricos. Discutir estudos de caso da aplicação da EDXRF em estudos forenses. Especificamente foram abordados estudos de caso referentes a quantificação de metais em cosméticos, joias compostas por ligas metálicas e notas de dinheiro. Em todos os casos foram usados equipamentos de bancada e portáteis de EDXRF para análise qualitativa e quantitativa das amostras de interesse. Além disso técnicas de análise multivariada foram aplicadas para melhor discriminar amostras e/ou gerar modelos de identificação de falsificações ou adulteração de amostras. Os resultados permitiram verificar  qualidade das amostras analisadas, isto é, se estão dentro dos padrões exigidos pelas regulamentações específicas de cada caso. Ou ainda, se amostras são autênticas ou falsificadas. A fluorescência de raios X é uma ferramenta extremamente útil na Ciência Forense e possibilita a obtenção de resultados qualitativos e quantitativos sem destruir a amostra, uma vez que esta é prova de um crime. Seu uso no Brasil ainda é modesto. A difusão da metodologia e suas aplicações através de artigos científicos e a parceria com a Polícia Científica permitirá sua aplicação em casos reais.

Biografia do Autor

Fábio Luiz Melquiades, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR

Professor do Departamento de Física, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR -Laboratório de Física Nuclear Aplicada

Publicado
2019-12-05
Seção
Resumos