Instrumentos astronômicos de baixo custo

  • Adriano José Ortiz EBTT IFPR
Palavras-chave: astronomia; movimento aparente; estações do ano; minicurso.

Resumo

O ensino de Ciências na educação básica enfrenta um desafio de ir além de exercícios padrão e questões de vestibular, se evidenciando como construção humana presente no cotidiano e na sociedade. Para tanto precisamos repensar a forma como temas científicos são apresentados na escola desde as séries iniciais, nas quais encontramos crianças curiosas, encantadas com um mundo a descobrir. Entretanto, aos poucos a abordagem escolhida e a repressão do imaginário vai tomando conta desse ímpeto investigativo e o substituindo pelo desinteresse e pelas respostas padronizadas. Sabemos que não há resposta única para esse problema, entretanto acreditamos que o tema “Astronomia†se mostra como um potencial vinculador entre a curiosidade do aluno e a construção do conhecimento científico. Para contribuir com a discussão, o projeto “Ao infinito e ainda mais além: Astronomia para professores†oferece cursos de extensão para professores e alunos da educação básica. Contamos com cinco módulos, que são: “instrumentos astronômicos de baixo custoâ€, “viagem pelo sistema solarâ€, “conhecendo as estrelasâ€, “mitos e verdades sobre o universo†e “observação do céu noturnoâ€. Cada um dos módulos aborda conceitos de astronomia e astrofísica com uma linguagem adequada ao público alvo. Para a XXIII Semana da Física da UEL ofertamos o módulo “instrumentos astronômicos de baixo custo†para alunos do ensino médio. O curso começa com algumas questões: o que causa as estações do ano? O sol sempre nasce no leste e se põe no oeste? O que são equinócios e solstícios? Cada uma dessas questões foi discutida com os presentes e as respostas foram permeadas pela construção de instrumentos astronômicos. No caso foram construídos um simulador de movimento aparente do Sol e um relógio lunar. Ao final do curso realizamos um feedback com os participantes a respeito das perguntas CADERNO DE RESUMOS DA XXIII SEMANA DA FÃSICA propostas. Foi possível evidenciar indícios de compreensão científica de temas anteriormente tratados à luz do senso comum. Como exemplo a ideia de que as estações do ano são causadas pela distância entre a Terra e o Sol, e de que o Sol sempre nasce e se põe no mesmo lugar foram conflitadas com o funcionamento do simulador de movimento aparente, que tornou possível compreender a inclinação do planeta como principal causa das estações do ano, bem como as diferentes posições observadas do Sol e seu impacto na duração dos dias e das noites. Não podemos afirmar que houve um total domínio do tema por parte dos participantes do minicurso, entretanto seu interesse ao longo do processo e o desejo de conhecerem novos módulos são indícios que corroboram com nossa hipótese inicial, de que a Astronomia tem muito a contribuir na construção de um ensino de ciências contextualizado.

Publicado
2019-12-05
Seção
Resumos