AS CAVIDADES DE BASALTO DO SUDOESTE PARANAENSE

  • Angelo Spoladore
  • Karine Vargas
  • Claudio Loes
Palavras-chave: Rochas magmáticas;, Formação Serra Geral, Espeleologia.

Resumo

Pesquisadores no mundo todo seguem atrás de registros arqueológicos, espécies endêmicas, configuração
geomorfológica e respostas para o modelo de colocação e espalhamento da lava em superfície a partir de aparelhos
vulcânicos em cavidades de rochas magmáticas. O presente artigo é fruto de trabalhos de campo na região sudoeste
do Paraná para o reconhecimento de cavidades basalticas, ainda não estudas e descritas na literatura espeleológica
brasileira. O principal objetivo da pesquisa é localizar e caracterizar o maior número possível de cavidades. A área
de estudo compreende a um recorte do sudoeste paranaense, a qual possui um grande potencial a ser aproveitado
para a prática do ecoturismo. Observa-se que nas áreas rurais existem muitos ambientes com vegetação nativa
preservada, e os rios inseridos no Terceiro Planalto Paranaense formam diversas cachoeiras e corredeiras, que em
conjunto com a vegetação e o relevo da área, resulta em paisagens ricas em geodiversidade. Este rico potencial
natural pode tanto ser explorado para simples lazer, trilhas, prática de esportes, quanto para o turismo cientifico,
em que escolas e universidades possam visitar para reconhecer na prática a dinamicidade da natureza. As cavidades
encontradas estão quase sempre desenvolvidas em paredões rochosos compostas pelas diferentes rochas
aflorantes, apresentando ornamentos diversos

Biografia do Autor

Angelo Spoladore

 

 

Publicado
2018-11-28