DINÂMICAS IMOBILIÁRIAS EM CATALÃO(GO) NO SÉCULO XXI: ATORES SOCIAIS E A JUSTIÇA ESPACIAL NA CIDADE

  • Lucas Francisco Souza de Lima
  • Mágda Valéria da Silva
  • Ana Maria Rodrigues Vaz
Palavras-chave: Urbanização, Especulação, Moradia

Resumo

A cidade de Catalão, localizada no sudeste de Goiás praticamente dobrou seu contingente populacional de 1991 até 2017 e hoje encontra-se com aproximados 100 mil habitantes. Este crescimento populacional, alavancado pela expansão industrial, de atividades minerais e consequentemente de serviços na cidade demandou uma gama de novas moradias para os trabalhadores. Bairros recentemente construídos nos limítrofes sudeste urbano da cidade (Estrela, Liz, Flamboyant, Jardim Colonial, Residencial Eldorado, Alvino Albino e Maria Amélia I e II) e que fazem parte deste contexto apresentam algumas carências no que se refere à serviços, estruturas e amenidades públicas como esgoto tratado e áreas verdes ou praças de lazer. Por outro lado, a valorização imobiliária no local encontra-se em plena expansão. Este artigo é embrionário de uma dissertação de mestrado e tem como objetivo trazer diagnósticos coletados através de pesquisas teóricas no ramo da Geografia urbana, documentais e de campo referentes a questionários semi-estruturados para moradores locais e corretores de empresas imobiliárias. Com isso, objetiva-se obter contrapontos e fomentar uma ferramenta reivindicatória por melhorias e justiça espacial para os moradores locais e contribuir epistemologicamente para a ciência geográfica.

Publicado
2018-11-28