DE CIDADE PEQUENA Á MÉDIA: AS REDES URBANAS COMO POSSIBILIDADE DE ESTUDO ESPACIAL EM ERECHIM (RS)

  • Lucas Mesquita
Palavras-chave: transição urbana, geografia do turismo, verticalização;

Resumo

Este artigo propõe um estudo sobre a realidade do município de Erechim, localizado na região do Alto Uruguai, Rio Grande do Sul, após inquietações diante de leituras e reflexões acerca das conceituações de cidades pequenas e de cidades médias no Brasil que levaram a hiatos nas classificações. Tais hiatos, diante de fenômenos observáveis, guiaram a estrutura de um caminho metodológico enquanto possibilidade para se entender o grande fenômeno do que podemos denominar inicialmente de transição urbana. Para isso, no entanto, procurou-se um viés específico da leitura geográfica pautada pelas análises das redes urbanas e do seu alcance interescalar. Isto é, aqui se propõe debater cada um desses conceitos, de forma a embasar os três eixos principais de discussão deste
artigo (das redes, das cidades pequenas e das cidades médias), com bases bibliográficas específicas a cada eixo conceitual desenvolvido. De forma a delimitar através de um único fenômeno: a verticalização, como possibilitantes para uma metodologia de pesquisa científica que integre e entenda essa transição urbana.
Considerando o estágio inicial da pesquisa, não se propõe, neste trabalho, conceituar uma das inquietações supracitadas, mas desenvolver e possibilitar amplas e diversas frentes de estudo e pesquisas futuras a partir das reflexões de integrações entre os conceitos, o fenômeno da verticalização e uma proposta de metodologia de análise: pesquisa das redes e escalas das empresas e serviços envolvidas em construções atuais de edifícios no bairro Centro do município de Erechim (RS).

Publicado
2018-11-28