O DESAFIO DE ALCANÇAR VIDA URBANA SATISFATÓRIA EM MORADIAS SOCIAIS

  • Manfred Fehr
  • Karine Beatriz Pinheiro Fernandes
Palavras-chave: população de baixa renda; programas de habitação; qualidade de execução de programas habitacionais.

Resumo

Os programas governamentais de habitação para populações de baixa renda se propõem dar acesso à vida urbanizada. Em princípio, o processo de atendimento termina com a posse, mas existe uma lacuna de conhecimento referente a eventuais percalços que ocorrem do momento da posse em diante, e que refletiriam falhas nos programas. A presente pesquisa se dedica a preencher tal lacuna por meio dum estudo de caso. O método consiste de entrevistas com 25 residentes recém empossados dum conjunto habitacional social de 500 unidades. O resultado revela a natureza dos percalços que se referem à segurança de vida, à qualidade do projeto de engenharia das casas e à qualidade do projeto de urbanização. Ilustra-se o caminho que resta a percorrer desde a posse até o alcance de vida urbana satisfatória. O aspecto segurança se manifesta em forma de invasões de casas prontas que inibem a posse pelos proprietários. O aspecto projeto de engenharia se manifesta por falhas na cobertura que resultam em infiltrações de água nos aposentos. O aspecto projeto arquitetônico se manifesta pela declividade acentuada dos terrenos. Conclui-se que o estudo atingiu seu objetivo ao detalhar a lacuna de conhecimento e assim fornecer subsídios ao  perfeiçoamento dos programas habitacionais sociais.

Publicado
2018-12-05