VARIABILIDADE E REGIONALIZAÇÃO DOS ANOS-PADRÃO DE PLUVIOSIDADE NA REGIÃO DE UNAÍ-MG

  • Aion Angelu Ferraz Silva
  • Carlos Henrique Jardim
Palavras-chave: ENOS; teleconexões; cartografia climática.

Resumo

Este artigo analisa a variabilidade espacial e temporal dos anos-padrão de pluviosidade na região de Unaí,
noroeste do estado de Minas Gerais, Brasil. Foram utilizados os dados pluviométricos de 100 estações da ANA e
22 estações do INMET, entre os anos de 1995/1996 e 2014/2015, para compreender a distribuição têmporoespacial
da pluviosidade e determinar os anos-padrão pela técnica do Desvio-padrão (espacializados pelos
polígonos de Thiessen). Os resultados propiciaram compreender a espacialização das classes de ano-padrão de
cada estação, possibilitando identificar padrões regionais de pluviosidade nos anos avaliados. Conforme a análise
e interpretação das informações, foram definidos os seguintes anos-padrão: Seco (2014/2015); Seco/Tendente a
Seco (1995/1996, 1997/1998, 2000/2001, 2007/2008 e 2013/2014); Habitual (2001/2002, 2002/2003, 2008/2009
e 2009/2010); Habitual/Tendente a Chuvoso (2005/2006); Chuvoso/Tendente a Chuvoso (2010/2011); Chuvoso
(1996/1997, 2003/2004 e 2006/2007); e Misto (1998/1999, 1999/2000, 2004/2005, 2011/2012 e 2012/2013). A
análise dos mapas (regional) e das estações pluviométricas no transecto (local) possibilitaram relacionar a influência
das teleconexões (ENOS/ODP) na explicação de parte das flutuações da variabilidade regional das chuvas,
principalmente dos padrões extremos, como nos quatro anos mais secos e no segundo e quarto anos mais chuvosos
(2006/2007 e 2010/2011), mas sem conseguir diferenciar a influência de suas fases.

Publicado
2018-12-05