INÍCIO E DINÂMICA DA AGLOMARAÇÃO URBANA DE FRONTEIRA: FOZ DO IGUAÇU, CIUDAD DEL ESTE E PUERTO IGUAZÚ

  • Gabriel Merlini Tissiano
Palavras-chave: Planejamento; Territorialidade; Política

Resumo

A aglomeração urbana presente na tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai possui
especificidades nas quais a sua compreensão é complexa e requer a análise crítica, evitando assim o senso comum
e observações superficiais. Os fluxos e fixos são extremamente importantes para o entendimento da dinâmica
econômica, populacional que afeta a fronteira, resultando em direções nas quais a migração é intensificada. A
construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu representa um marco importante para a região, na qual sua densidade
demográfica era baixa e sem atrativos para o povoamento, logo uma construção do porte de Itaipu altera toda a
dinâmica presente nessa localidade e cria uma grande oferta de emprego, criando uma rota de migração intensa,
que chamou atenção de pessoas de todas as regiões do Brasil. O que é possível observar atualmente nesse
conglomerado urbano é resultado do acúmulo de trabalho e processos históricos e políticos, que possibilitaram a
existência das dinâmicas atuais e consequentemente seus problemas oriundos do planejamento e gestão falhos.

Publicado
2018-12-04