POLÍTICA AMBIENTAIS, POPULAÇÕES TRADICIONAIS E GESTÃO DO TERRITÓRIO: UMA ANÁLISE SOBRE A PROBLEMÁTICA DA GESTÃO AMBIENTAL BRASILEIRA

  • Rizza Matos
  • Ingrid Albino Ribeiro
Palavras-chave: Conservação, Território e Ecologia Política.

Resumo

As questões ambientais têm provocado uma série de discussões sobre o papel das populações
tradicionais na gestão das áreas protegidas. Porém, a aplicação dessas políticas em nível local provoca o acirramento
de uma arena de conflitos que são homogeneizadas pelo modelo conservacionista. Ao analisar o papel das políticas
ambientais frente as populações tradicionais são levantadas implicações quanto a categoria território. Através da
análise do conservacionismo brasileiro é possível inferir que, por vezes, os territórios pertencentes as populações
tradicionais são negligenciadas. Nesse contexto, a ecologia política apresenta-se como importante abordagem
teórica-metodológica, pois permite o reconhecimento da pluralidade dos sujeitos considerando seus interesses e
cosmovisões sobre o ambiente. Dessa forma, a presente análise contribui para a discussão sobre nova maneira
de conduzir as políticas de conservação voltado para o respeito e valorização dessas comunidades e de seus
conhecimentos, possibilidade que já existe na legislação em unidades de conservação de uso sustentável.

Publicado
2018-12-04