INTERMUNICIPALIDADES COMO ALTERNATIVAS DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL PARA PEQUENAS CIDADES: O CASO DE CAMBIRA/PR

  • Dênis Cereja dos Santos
  • Renan Valério Eduvirgem
Palavras-chave: Associação; Região Metropolitana; Municípios.

Resumo

As pequenas cidades merecem maior atenção no âmbito da Geografia Urbana. São inúmeras
características que podem ser consideradas, servindo de base importante em assuntos de extrema relevância dentro
da ciência geográfica, como a formação da rede urbana, hierarquia urbana, processo de regionalização, interações
espaciais, entre outros. O presente artigo teve origem nas pesquisas e discussões realizadas no desenvolvimento de
um trabalho de conclusão de curso, onde o foco principal foram as interações espaciais de pequenas cidades. Com
o avanço da pesquisa, notou-se inevitável adentrar uma perspectiva analítica sobre o desenvolvimento,
principalmente com relação as pequenas cidades. É preciso deixar claro que essa análise servirá como um ensaio
para estudos futuros sobre a temática em questão. Tendo em vista a fragilidade econômica e social que as pequenas
cidades apresentam, optou-se por desenvolver um estudo sobre as relações entre municípios como alternativa de
suprir a falta de alguns serviços básicos. Sendo assim, a análise dessas relações, tendo a cidade de Cambira/PR
como foco principal, foi a inserção de uma pequena cidade em uma associação de municípios ou em uma região
metropolitana, considerando a Associação dos Municípios do Vale do Ivaí e a Região Metropolitana de Maringá,
respectivamente. O mapeamento, localizando Cambira nos aglomerados municipais citados anteriormente,
apresentou-se como ferramenta importante para o entendimento dessas relações intermunicipais.

Publicado
2018-12-05