ARTIFICIALIZAÇÃO DO CANAL DE ITAPUTANGA, PIÚMA (ES): UM NOVO CENÁ(RIO) FRENTE ÀS INTERVENÇÕES ANTRÓPICAS

  • Vinícius Vieira Pontini
  • André Luiz Nascentes Coelho
Palavras-chave: Palavras-Chave: Ambientes Fluviais Urbanos; Impactos Socioambientais; Litoral Sul Capixaba.

Resumo


Resumo: os rios e seus entornos, assim como outros corpos d’água são locais visados há muito tempo pela
humanidade para ocupação e fixação em virtude, além da dependência da água para sobreviver, das várias
funções desempenhadas pelos mesmos ao longo da história, como religiosas, econômicas e de transporte,
proporcionando, também, o surgimento de núcleos urbanos às suas margens. Em um contexto mais
contemporâneo, os rios, outrora vistos como necessidades ao estabelecimento humano em determinado
local em detrimento de outro, começam a ser vistos como empecilhos à expansão do tecido urbano, tendo
sua morfologia e dinâmica hidrológica comprometidas com as novas intervenções antrópicas diretas nos
seus cursos e indiretas em suas áreas marginais. Assim, esse trabalho objetiva analisar, em uma perspectiva
multiespacial e temporal e com o aporte geotecnológico, as alterações diretas executadas no canal de
Itaputanga, localizado em Piúma (ES), focando na sua morfologia e indiretas no seu entorno. Os resultados
apontam que em sessenta e sete anos a morfologia do canal e suas áreas marginais foram alteradas de forma
drástica pela expansão da malha urbana no município, com o atual cenário, inclusive, divergente no que diz
respeito à discussões legais sobre os recursos hídricos.
Palavras-Chave: Ambientes Fluviais Urbanos; Impactos Socioambientais; Litoral Sul Capixaba.

Publicado
2018-12-06