GÊNESE DAS CHUVAS E ALAGAMENTOS EM CURITIBA - PR

  • Rafael Pietroski Galvão
  • Lindberg Nascimento Júnior
Palavras-chave: variabilidade pluviométrica; eventos extremos; sistemas atmosféricos.

Resumo

Resumo: A caracterização da variabilidade pluviométrica nos permite identificar os sistemas atmosféricos
atuantes em uma escala regional, correlacionando a ocorrência dos fenômenos de alagamentos e seus
impactos notificados pelo Sistema de Defesa Civil de Curitiba. Dessa forma, o presente trabalho teve como
objetivo evidenciar a dinâmica do clima para contribuir com as mais diferentes formas de planejamento e
gestão do território. Com isso, buscamos descrever como a gênese das chuvas e os alagamentos acontecem
em Curitiba. Não só isso, buscamos referências bibliográficas que comprovam os episódios de eventos
extremos como os alagamentos, relacionados com a expansão urbana da cidade. Neste contexto, foram
espacializados as ocorrências de alagamentos registradas em Curitiba entre 2005 e 2010. No tocante às
manifestações espaciais do clima, foram utilizadas técnicas de classificação de períodos-padrão, que
correspondem às variações mensais das precipitações no município de Curitiba durante um período de 64
anos, equivalente aos anos de 1947 até 2011. Para isso, buscou-se reconhecer os sistemas atmosféricos
produtores de tempo e clima no Estado do Paraná no próprio contexto da Região Sul brasileira,
considerando sua localização, situação e posição geográfica. Também procurou-se analisar o fenômeno
climático El Niño – Oscilação Sul (ENOS) e seus principais impactos no clima do Paraná.
Palavras-Chave: variabilidade pluviométrica; eventos extremos; sistemas atmosféricos.

Publicado
2019-04-03