[1]
N. N. B. Pinheiro, Sobre uma estratégia de pensamento que se transmite desde Freud e Winnicott, sppms, nº 1, p. 69-75, nov. 2019.