Sensibilizarte e o uso da palhaçoterapia em uma unidade pediátrica

  • Márcio Souza dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • Paloma de Souza Cavalcante Pissinati Universidade Estadual de Londrina
  • Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad Universidade Estadual de Londrina
  • Alberto Durán González Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: humanização da assistência, política de saúde, terapia pela arte

Resumo

O projeto Sensibilizarte completa 11 anos de existência. É um projeto que está atrelado à Universidade Estadual de Londrina, tendo como principal objetivo a humanização do cuidado em saúde, por meio da arte. Com intervenções artísticas em um hospital escola de Londrina, os colaboradores impactam suas formações e também o ambiente em que estão presentes. O projeto conta com quatro frentes de atuação, operacionalizado por meio de visitas as alas de internação do hospital universitário. Dentre as estratégias de intervenção utilizadas no projeto, destaca-se a palhaçoterapia, a qual tem espaço nas instituições de saúde, por suas contribuições para a recuperação física e psíquica do paciente. Tem-se como objetivo descrever a experiência da utilização da palhaçoterapia por colaboradores do projeto sensibilizarte para pacientes internados em Unidade pediátrica. Trata-se de um relato de experiência a partir de práticas realizadas mensalmente em uma Unidade Pediátrica de um Hospital Universitário Público localizado no norte do estado do Paraná. Entende-se que a criança em seu processo de hospitalização possui sua autonomia prejudicada, pois os procedimentos realizados são necessários para manutenção de sua vida. Bem com as brincadeiras antes desenvolvidas são interrompidas no processo de internamento. Nesse sentido, os sensibilizartistas por meio de sua arte que resulta a partir da interação espontânea com quem os cercam, desperta sentimentos positivos como a de felicidade, por exemplo. Os profissionais que participaram deste processo destacam o impacto da atuação do projeto, bem como apontam os pacientes que acreditam que julgam gostar dos palhaços. Para os discentes, essas vivências transcendem as poucas discussões abordadas durante a graduação. Destaca-se a importância que o projeto representa para os estudantes da área da saúde, justamente por trabalhar a importância da humanização, uma vez que este tema é pouco discutido na graduação, bem como, destaca-se que as atividades desenvolvidas pelo projeto atendem as necessidades dos pacientes internados. Assim, por meio da arte, ou seja, da palhaçoterapia é percebido pelos sensibilizartistas o impacto positivo que esta proporciona, não só aos pacientes, mas de alguma forma reflete também no acompanhante que estava durante a intervenção e até mesmo no profissional.

Publicado
2018-11-08