Espaço urbano e sustentabilidade afetiva: uma análise no varejo de rede

  • Marcelo Kioyassu Nakasse Universidade Estadual de Londrina
  • Desire Blum Menezes Torres Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Sociedade de consumo, espaço urbano, sustentabilidade afetiva, meio ambiente, fotografia

Resumo

Este trabalho propõe uma análise sobre o discurso e a prática no segmento varejista de supermercado, em especial os discursos organizacionais acerca da esfera ambiental. Toma-se como base os conceitos de semiótica e polifonia urbana, amplia-se também a noção de sustentabilidade, com base na teoria da sustentabilidade afetiva. A pesquisa de caráter qualitativo apresenta como objeto de análise um dos supermercados mais importantes da cidade de Londrina-PR-Brasil, o supermercado Super Muffato, no que tange a transformação da paisagem ocorrida devido à derrubada de árvores e a construção de um novo prédio no terreno, levantou-se documentação fotográfica anterior e posterior ao fenômeno a fim de estudar a memória da paisagem urbana. Neste estudo pode-se constatar um reforço da sociedade de consumo por esse varejo, criando narrativas ambientais, justificando discursos organizacionais antagônicos e consequentemente, desfavorecendo as relações afetivas.

Biografia do Autor

Marcelo Kioyassu Nakasse, Universidade Estadual de Londrina

Especialista em Comunicação com o Mercado e colaborador no projeto de pesquisa “Os discursos do varejo na espacialidade urbana”, na UEL

Desire Blum Menezes Torres, Universidade Estadual de Londrina

Doutora em Comunicação e Semiótica, mestre em Administração de Empresas e Gestão de Negócios, especialista em Comunicação Empresarial, docente do Departamento de Comunicação da UEL e coordenadora do projeto de pesquisa “Os discursos do varejo na espacialidade urbana”, também na UEL.

Publicado
2019-02-13
Como Citar
Nakasse, M., & Torres, D. (2019). Espaço urbano e sustentabilidade afetiva: uma análise no varejo de rede. COMCID - Encontro De Pesquisadores De Comunicação E Cidade, 1, 18-32. Recuperado de http://anais.uel.br/portal/index.php/comcid/article/view/509
Seção
Anais