O Uso de medicamentos psicotrópicos entre alunos do cursos de saúde

  • Lara Balera Ferreira Pinto Universidade Estadual de Londrina
  • Silvia Nogueira Cordeiro Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: psicotrópicos, drogas, saúde, universitários, universidade, medicamento.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo caracterizar o uso medicamentos psicotrópicos e/ou substâncias psicoativas em  alunos de cursos da saúde. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza quantitativa descritiva. O estudo está sendo realizado com estudantes dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Medicina e Psicologia. O instrumento utilizado na coleta de dados é o “Questionário sobre o Uso de Droga”, uma adaptação do proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e desenvolvido pela WHO – Research and Reporting Project on the Epidemiology of Drug Dependence,  que no Brasil, foi validado e adaptado por Carlini-Cotrim em 1989 (GALDURÓZ;NOTO; FONSECA&CARLINI, 2004). Trata-se de um questionário de autopreenchimento e sem identificação pessoal. Os dados estão sendo tabulados e analisados por meio do teste do Qui-Quadrado para a comparação das variáveis encontradas. Até o momento foram preenchidos 198 questionários, os resultados preliminares apontam que: Dos universitários, 75,8% são do sexo feminino, 34,5% se encontram na faixa etária de 18 a 20 anos. Quanto ao uso de substâncias psicoativas, 57% fizeram uso na vida de algum antidepressivo, 95,5% relataram uso de álcool. Espera-se que com o estudo seja possível identificar a prevalência do uso de drogas psicotrópicas entre os estudantes e verificar possíveis relações entre o uso dessas substâncias com o ingresso na faculdade e seus fatores estressantes.

Publicado
2018-10-02