Avaliação diagnóstica familiar e o uso de instrumentos como facilitadores

  • Hellen Lima Buriolla Universidade Estadual de Londrina
  • Maíra Bonafé Sei Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: psicanálise; família; demanda terapêutica; violência familiar

Resumo

O período de avaliação diagnóstica familiar é fundamental para investigar a viabilidade do tratamento e o estabelecimento do processo terapêutico. Trata-se de um estudo qualitativo, a partir do referencial psicanalítico, que objetiva analisar o uso de instrumentos nas entrevistas iniciais na avaliação diagnóstica familiar. Participou deste estudo uma família encaminhada, pelo sistema judiciário, para psicoterapia familiar. Foram realizadas seis sessões com a família, nas quais foram utilizados três instrumentos: Arte Diagnóstico Familiar; Genograma e Linha da vida. Os resultados apontam que os instrumentos facilitam o acesso a informações do pré-consciente no período das entrevistas iniciais e auxiliam na avaliação da demanda terapêutica, possibilitando aos próprios membros da família a elucidação da sua demanda.

Publicado
2018-10-02