O Sofrimento psíquico de estudantes universitários e a urgência de espaços de fala

  • Isadora Nicastro Salvador Universidade Estadual de Londrina
  • Silvia Nogueira Cordeiro
Palavras-chave: Pesquisa clínico-qualitativa; Entrevista semidirigida; Escuta clínica.

Resumo

As mudanças socioculturais atravessadas pelo mundo contemporâneo têm despertado configurações subjetivas singulares e diferentes manifestações de sofrimento psíquico. Uma das repercussões desse sofrimento ressoa na vida acadêmica. Este trabalho traz uma reflexão sobre a demanda para um espaço de escuta apresentado por estudantes universitários quando convidados para participarem da pesquisa: “Sedação subjetiva: o sofrimento psíquico de estudantes universitários”. Nesta vertente, mostra uma especificidade da pesquisa clínico-qualitativa: o pesquisador colocar-se em lugar de escuta a um sujeito carregado de suas próprias vivências e subjetividades. Objetiva-se discutir o surgimento da alta demanda de estudantes no contexto universitário, denotando uma necessidade de serem ouvidos e não possuírem um serviço ou espaço destinados a uma escuta deste sofrimento psíquico ao qual se queixam. A fase de coleta de dados da pesquisa supracitada foi o elemento disparador da possibilidade de entrar em contato com tais participantes imersos nesta realidade.

Publicado
2018-10-02