Uso da fotografia como meio de representação do racismo e preconceito contra descendentes de japoneses em Londrina

um relato de experiência

  • Celina Yoshie Tanaka Universidade Estadual de Londrina
  • Jessica Yumi Ueno
Palavras-chave: imigração japonesa, fotografia, psicologia social

Resumo

A presença da população japonesa no Brasil se dá desde 1908, quando imigraram para o país em busca de melhores condições de vida. As diferenças culturais e fenotípicas acabaram se tornando pretexto para preconceito e xenofobia, estigma carregado por muitos descendentes até a contemporaneidade. Assim, este trabalho tem como objetivo apresentar a visão de algumas das vítimas do preconceito contra descendentes de japoneses na região de Londrina, levantando a discussão a respeito da permanência do tema nos dias de hoje. Por meio de relato de experiência das autoras, foram coletadas 18 fotografias e 4 relatos pessoais de 9 participantes com ascendência japonesa, todos com devido consentimento de uso e participação. Os resultados mostraram, nos relatos, a presença de um discurso marcado de apelidos, frases e situações pelos quais os participantes passaram, e a fotografia foi uma peça-chave para apresentar elementos como expressão facial e fotocomposição. Conclui-se a emergência do tema e necessidade de maiores discussões no âmbito acadêmico, bem como desenvolvimento de trabalhos a respeito e políticas inclusivas concernentes ao tema.

 

Publicado
2018-10-02