Motivação para Leitura: um Estudo com Adolescentes e a Teoria da Autodeterminação

  • Maria Fernanda Cunha Oliveira Fernanda Cunha Oliveira UEL - Universidade Estadual de Londrina

Resumo

O estudo teve por objetivo geral avaliar a qualidade motivacional dos adolescentes para leitura de livros paradidáticos escolhidos pelos professores durante o ano letivo. Especificamente, os objetivos do estudo foram: levantar os escores grupais dos tipos de motivação; definir os dois tipos de motivação (autônoma e controlada); identificar os perfis motivacionais por meio de clusters, que combinem motivação autônoma e controlada; analisar a distribuição dos alunos por sexo dentro de cada cluster; investigar a distribuição dos alunos em função das escolas (pública e particular) dentro dos clusters. Participaram estudo 566 adolescentes do 9° ano do Ensino Fundamental II e 2° ano do Ensino Médio de quatro escolas do norte do Paraná, sendo duas públicas e duas privadas. Os alunos responderam a um questionário em escala Likert contendo 42 questões. Os resultados foram discutidos à luz da Teoria da Autodeterminação e da abordagem centrada na pessoa do aluno. Aproximadamente metade dos alunos formou o cluster 1, com altos escores em motivação autônoma e moderados na controlada. Outra metade formou o cluster 2, com escores moderados em ambas as medidas. As meninas eram duas vezes mais representadas no cluster 1 do que os meninos.

Publicado
2018-10-02