A Psicologia e as noções de sujeito

uma introdução

  • Mônica Tablas Martinez de Figueiredo UEL
  • Sonia Regina Vargas Mansano
Palavras-chave: Sujeito; Psicologia Social; Filosofia da Diferença

Resumo

O sujeito, tão comumente presente no âmbito de estudos da Psicologia, cuja concepção fundamenta desdobramentos teóricos e metodológicos, traz a baila a seguinte questão: Mas, de que sujeito estamos falando, afinal? Neste trabalho, abordaremos como a noção de sujeito é compreendida ao longo da história da Psicologia e da Psicologia Social. Partimos da Psicologia científica, em que o sujeito assume um caráter estruturado, passível de controle e mensuração. Em seguida, abordaremos a Psicologia sócio-histórica, na qual essa noção aparece fundada nas relações sociais e nos processos de transformação. Por fim, apresentaremos a concepção de sujeito da Filosofia da Diferença, que entende a subjetividade sob o prisma da produção e o sujeito como uma existência inacabada, aberta e em processo constante de criação.  Concluímos que o sujeito assume diferentes conotações ao longo da história da Psicologia, fato que traz implicações éticas e políticas para as práticas cotidianas da Psicologia.

Publicado
2018-10-02