Submissões de artigos em periódicos de psicologia: o que esperam os editores

  • Patrícia Silva Lúcio Universidade Estadual de Londrina
  • Antonio Ozai da Silva
  • Marilda Gonçalves Dias Facci
Palavras-chave: Pós-Graduação; Pesquisa em Psicologia; Produção Científica

Resumo

Esta conferência tem por objetivo familiarizar os alunos em nível de pós-graduação em psicologia com os trâmites, exigências e principais desafios que se referem à publicação em periódicos nacionais na área a partir da experiência de três editores. Assim, a conferência tem início com fala da professora Doutora Marilda Gonçalves Dias Facci, editora da revista “Psicologia em Estudo”, da Universidade Estadual de Maringá, Qualis A1. A professora apresenta todo o processo editorial da revista Psicologia em Estudo, ressaltando os principais erros cometidos pelos autores, tais como: violações de normas editoriais, pouco cuidado na escrita acadêmica, além de outros aspectos que comprometem a qualidade dos manuscritos submetidos, dificultando o aceite. Taz, ainda, reflexões sobre o trabalho dos pareceristas, essencial para a manutenção da qualidade em uma revista internacional. Na sequência, ocorre a fala da professora Doutora Patrícia Silva Lúcio, editora da revista Estudos Interdisciplinares em Psicologia (EIP), do Departamento de Psicologia e Psicanálise da Universidade Estadual de Londrina, Qualis B2. A professora destaca em sua fala os desafios da publicação científica no século XXI, realizando um percurso entre a quantidade e a qualidade das produções. Ressalta também sobre o papel da tecnologia para a publicação em psicologia, assim como para o automonitoramento dos trabalhos de autores e editores. Finaliza indicando as principais questões que devem ser consideradas no momento da preparação dos manuscritos. Finalmente, ocorre a fala do professor Doutor Antônio Ozaí da Silva da revista “Espaço Acadêmico” também da Universidade Estadual de Maringá, Qualis B3. O professor traz uma importante reflexão sobre o estado da arte da publicação em psicologia, trazendo o passado e o presente dentro deste ponto de vista. Questões da institucionalização, cobranças das agências de avaliação das revistas e do trabalho docente na graduação e na pós-graduação, os quais refletem no trabalho dos editores, também são levantadas.

Publicado
2019-11-21